Vítor Oliveira: "Saio com amargo de boca"

Vítor Oliveira: "Saio com amargo de boca"

Treinador do Portimonense comentou a derrota frente ao Braga (2-1).

Derrota em Braga: "Saio com amargo de boca pelo que as equipas produziram, não por ter estado a ganhar, isso faz parte do jogo, mas a divisão de pontos seria mais de acordo e mais justo por tudo o que se passou dentro das quatro linhas. Vitória justa, as equipas que marcam mais golos vencem sempre de forma justa, parabéns ao Braga e ao Portimonense, que fez um bom jogo, embora não tenha sido capaz de segurar a vantagem que legitimamente alcançou".

Análise: "Fizemos um jogo compatível com o que seria expectável para uma equipa como o Portimonense, em casa do Braga, uma das melhores equipas portuguesas. Somos uma equipa de raiz da II Liga e demos uma boa resposta, mas não jogámos sozinhos".

Momento do jogo: "O momento do jogo é o golo no último minuto dos descontos da primeira parte, que veio alterar o perfil psicológico das duas equipas. Teria sido muito confortável para nós entrar na segunda parte a ganhar, mas um golo fantástico de um grande jogador, penso que dentro de pouco tempo iremos ouvir falar dele com muita frequência".

Segunda parte mais fraca: "Na segunda parte, o Braga foi melhor, pressionou-nos mais e nós não conseguimos sair tão bem como na primeira parte. [O Portimonense foi menos acutilante na segunda parte] por causa do desgaste provocado pelo calor e pelo Braga, que é uma excelente equipa, com objetivos substancialmente diferentes dos nossos e teve mérito. Alguns jogadores acabaram desgastados e as substituições não foram capazes de catapultar a equipa".