Jorge Simão: "Não vamos entrar derrotados"

Jorge Simão: "Não vamos entrar derrotados"

Treinador do Chaves quer ver uma equipa ambiciosa a entrar em campo frente ao Benfica, no sábado.

O treinador do Chaves, Jorge Simão, assumiu esta sexta-feira que o Benfica é favorito no jogo de sábado, da sexta jornada da I Liga, mas assegurou que os transmontanos não vão entrar derrotados.

"O favoritismo está do lado de lá, reconhecemos superioridade ao Benfica, mas isso não significa que entremos derrotados, até porque queremos ganhar o jogo e, se não for possível, somar pontos à nossa luta", afirmou durante a conferência de imprensa de antevisão ao encontro que, 18 anos depois, volta a colocar as duas equipas frente a frente.

O técnico do emblema azul-grená, promovido ao primeiro escalão, frisou que não há vencidos à partida, sendo um "teste" para as duas únicas equipas que ainda não têm derrotas no campeonato.

"Ambas estão invencíveis, por isso, será um teste para as duas, mas claro que para nós será um teste de dificuldade maior, mas que não se julgue que jogaremos para o empate ou procuraremos perder o jogo", salientou.

Questionado sobre se este é o melhor momento para receber o líder da I Liga, Jorge Simão considerou que qualquer momento é bom para defrontar o Benfica.

Jorge Simão frisou que as águias vão criar "muitas dificuldades" ao conjunto de Trás-os-Montes, mas manifestou-se está preparado para as superar porque é a única maneira de conseguir somar pontos. "Queremos ganhar, não há outra forma de pensar", frisou.

"O Benfica é tricampeão, é uma equipa que recruta os jogadores que quer no país, é uma equipa que no estrangeiro recruta jogadores de um nível que jamais o Chaves conseguirá, é uma equipa que tem um treinador campeão e de reconhecida competência, por isso, não haverá facilitismos, mas tudo é possível", entendeu.

Sobre as cinco baixas do Chaves, o técnico confessou que o seu nível de preocupação é zero porque tem opções válidas e é uma oportunidade para os jogadores que não tem jogado mostrar a sua qualidade.

Já sobre os jogadores ausente na equipa lisboeta, nomeadamente os avançados Jonas, Jiménez e Rafa, todos lesionados, Jorge Simão sustentou que tem "inúmeras soluções e de qualidade", por isso, não espera facilidades por esse prisma.

Os flavienses não perdem em casa desde abril de 2015, depois da derrota por 2-1 frente ao Portimonense, em jogo da II Liga da época passada.