Vieira e Jorge Mendes na China com Jiménez na agenda

Vieira e Jorge Mendes na China com Jiménez na agenda

Referenciado por clubes do futebol chinês nas últimas semanas, avançado mexicano é um dos jogadores que os encarnados admitem vender no mercado de inverno.

Na China desde o começo da semana, o presidente benfiquista Luís Filipe Vieira, segundo O JOGO apurou, tem na agenda reuniões para discutir o futuro de Jiménez, que tem sido referenciado por alguns clubes do país asiático nas últimas semanas. O líder dos encarnados está acompanhado pelo empresário Jorge Mendes, da Gestifute.

Como o nosso jornal revelou a 30 de novembro, o avançado mexicano, que tem contrato até junho de 2020, é um dos jogadores que as águias admitem vender no mercado de verão. O valor desejado para ser encaixado com uma transferência gira em torno de 40 a 50 milhões de euros.

Mais caro reforço de sempre na Luz - custou, ao todo, 22 milhões de euros -, o camisa 9 é o vice-goleador dos tricampeões na época, ao lado de Pizzi. Balançou a rede em oito oportunidades em 18 partidas. Mitroglou, com 11 golos, é o goleador isolado.

A eventual saída de Jiménez para o milionário futebol chinês abrirá espaço de vez para a dupla Mitroglou-Jonas voltar a consolidar-se com Rui Vitória, que apostou nela no onze inicial frente ao Vitória de Guimarães, a 7 de janeiro, na Liga: cada um marcou um golo na vitória 2-0.

Haris Seferovic é outro que poderá aproveitar a negociação do internacional mexicano, também apontado aos ingleses do Liverpool. O avançado suíço do Eintracht Frankfurt já tem um compromisso para reforçar as águias em julho, mas poderá ter a contratação antecipada para ocupar a lacuna no ataque. O camisola 9 do clube alemão, onde tem sido pouco aproveitado, aceitou a proposta para receber um ordenado de cerca de um milhão de euros brutos/época.