"Totalmente irrelevante", diz o Benfica

"Totalmente irrelevante", diz o Benfica

Clube da Luz reagiu às revelações feitas pelo director de comunicação do FC Porto com a acusação de que "variados crimes" foram cometidos no programa do Porto Canal.

O Benfica considera "totalmente irrelevante" a segunda vaga da revelação de correspondência eletrónica que envolve o clube em manobras de bastidores relativas à arbitragem, desta vez a envolver Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD, o presidente Luís Filipe Vieira, o ex-árbitro Adão Mendes e Mário Figueiredo, ex-presidente da Liga.

O conteúdo das mensagens trocadas foi, mais uma vez, divulgado por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, no no Porto Canal. "Voltaram a ser cometidos vários crimes no Porto canal. O FC Porto vai ter de responder na Justiça. E são os mais variados crimes. Crime informático, falsificação, etc...", diz fonte oficial do Benfica.