"Quero estar no Marquês nos próximos anos"

"Quero estar no Marquês nos próximos anos"

A preparar-se para o Mundial sub-20, José Gomes está de olho no que vai acontecer no sábado entre o Benfica e o V. Guimarães

Agora em estágio no Japão a preparar o Mundial de sub-20, que decorrerá na Coreia do Sul, José Gomes garante em entrevista a O JOGO que vai estar agarrado ao computador no sábado para seguir as principais incidências do jogo que pode valer o título de campeão nacional aos encarnados. Caso vença o Vitória de Guimarães, o Benfica fará a festa do tetracampeonato, para o qual o ponta de lança contribuiu. O avançado estreou-se na equipa principal dos encarnados frente ao Arouca na quarta jornada e foi igualmente lançado por Rui Vitória contra Braga e Feirense. Também por isso, promete celebrar do outro lado do mundo, se houver motivos para isso.

Se o Benfica vencer o V. Guimarães no sábado também será campeão nacional. Como é que vai festejar o título?

Estou no Benfica há seis anos e se o Benfica for campeão, vou festejar normalmente, como qualquer pessoa. E se houver título, será importante também para o meu currículo. É óbvio que vou tentar acompanhar o jogo, deixar uma mensagem ao grupo e dar apoio, sabendo que faltam duas jornadas, mas espero que o Benfica ganhe já no sábado.

A concretizar-se o tetracampeonato, vai custar-lhe não estar ao lado dos seus colegas no Marquês de Pombal a festejar?

Não estarei presente, mas isso faz parte da profissão. Se as coisas continuarem a correr bem, talvez possa estar no Marquês no próximo ano ou no ano seguinte. Vamos ver como correm as coisas.

Além dos jogos no campeonato, também participou na Liga dos Campeões, tornando-se o mais jovem de sempre a representar o Benfica na competição. Como tem sido o seu relacionamento com as principais figuras do plantel?

-São todos pessoas espetaculares. Posso falar com eles e eles têm sempre uma palavrinha para comigo. Dizem que sou muito novo e tenho de continuar a trabalhar e abordam-me quando faço algo de bom ou errado. Apoiam-me muito, como todo o staff.

E como tem sido o contacto com Rui Vitória, sabendo-se que é um treinador que privilegia os jogadores da formação?

É muito bom ter um treinador que aposta nos jovens e é com muito orgulho que vejo a aposta na formação. O nosso trabalho é valorizado e isso deixa-me satisfeito.