Benfica vê Joel Pereira como sucessor de Rui Patrício

Benfica vê Joel Pereira como sucessor de Rui Patrício
Bruno Andrade

Tópicos

Em busca de guarda-redes para renovar o atual contingente, o Benfica quer contratar o jovem vinculado ao Manchester United e acrescentá-lo ao plantel no próximo verão.

O guarda-redes Joel Pereira, emprestado pelo Manchester United ao Belenenses, está a ser negociado pelo Benfica, que, conforme O JOGO antecipou, peneira o mercado em busca de jovens e qualificados valores para renovar as soluções para a sua baliza - Ederson é cobiçado por grandes e endinheirados emblemas do futebol europeu; Júlio César, com 37 anos, só tem mais uma época de contrato; e Paulo Lopes, com 38 anos, pode pendurar as luvas e ser assimilado pela estrutura do clube.

Oriundo de família benfiquista, Joel Pereira, cujo nome nos gabinetes da SAD benfiquista figura na lista de "jogadores a contratar", tem contrato com o United até 2020. Apesar de águias e red devils estarem igualmente em negociações por Lindelof - com o central sueco lançado para Old Trafford -, o ingresso do guardião no emblema lisboeta, planeado para o próximo verão, será um negócio à parte.

Os encarnados querem precaver-se, assegurando o concurso de um jovem de grande futuro, que vai dando provas ao serviço do Belenenses e na Seleção Nacional sub-21. Aliás, segundo O JOGO apurou, os gestores do futebol benfiquista entendem que Joel tem perfil para ser o sucessor de Rui Patrício na baliza da equipa das Quinas.

Nascido na Suíça, Joel, hoje com 20 anos, começou a jogar no Neuchâtel Xamax e representou as camadas jovens da seleção suíça. Aos 15 anos ingressou no Manchester United e nessa mesma temporada trocou a seleção helvética pela portuguesa.

Titular no Belenenses, Joel conquistou a titularidade em jogos do campeonato e precisamente numa partida com o Benfica, no Estádio do Restelo, cotando-se na altura como um dos melhores elementos em campo. "Mitroglou ajudou a apresentar-me aos portugueses, sim. Sem os remates dele não podia ter feito as defesas que fiz. Qualquer avançado do Benfica é difícil de parar", disse o guardião, numa entrevista exclusiva a O JOGO.