Benfica apresenta recurso no tribunal civil e Vieira deixa de estar de castigo

Benfica apresenta recurso no tribunal civil e Vieira deixa de estar de castigo

O Benfica apresentou recurso da suspensão a Luís Filipe Vieira no Tribunal Central Administrativo do Sul, um processo que terá efeitos suspensivos da pena de cerca de 30 dias que ainda falta cumprir por parte do presidente encarnado.

Conforme O JOGO antecipara após ter sido conhecida a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto, que confirmou a suspensão de Luís Filipe Vieira, o Benfica anunciou esta segunda-feira a ação junto dos tribunais civis, depois de esgotada a justiça desportiva.

O caso remonta à 2º jornada, altura em que o líder dos encarnados se dirigiu a João Ferreira, membro do Conselho de Arbitragem, após o Benfica - Vitória de Setúbal, da 2ª jornada da I Liga.

Em novembro, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol puniu Vieira com 60 dias de suspensão por "lesão da honra e da reputação" contra "os membros dos órgãos da estrutura desportiva, elementos da equipa de arbitragem, dirigentes, jogadores, demais agentes desportivos ou espetadores".

O Benfica apresentou uma providência cautelar em dezembro, mas o TAD não deu razão aos encarnados.

"A apresentação deste recurso junto do Tribunal Central Administrativo Sul, que tem desde logo a virtualidade de suspender a sanção aplicada, visa a reposição de uma situação de exercício pleno de direitos e a reparação de uma situação injusta e que tem vindo a penalizar de forma reconhecidamente singular no panorama do futebol nacional o Presidente do Sport Lisboa e Benfica", pode-se ler na nota publicada pelo Benfica esta segunda-feira.