Se Lindelof sair, Kalaica será aposta absoluta

Se Lindelof sair, Kalaica será aposta absoluta
Bruno Andrade/Pedro Miguel Azevedo

Tópicos

Caso se concretize a saída de Lindelof no mercado de janeiro, o internacional sub-19 croata, vinculado até 2022, chegar-se-á à frente, não havendo nova investida ao mercado. A estratégia está definida

O defesa-central Kalaica, de 18 anos, vai ser a grande aposta de Rui Vitória e da SAD encarnada se Victor Lindelof deixar o Benfica em janeiro próximo. Ao que O JOGO apurou, o potencial de Kalaica é plenamente reconhecido por Luís Filipe Vieira, que vê no jovem formado no Dínamo Zagreb uma certeza para o futuro da defensiva encarnada. Mas, mais do que isso, o dirigente quer ver o internacional sub-19 croata evoluir na equipa principal a curto/médio prazo, razão pela qual tem rejeitado diversas ofertas de jogadores para reforçar o Benfica, feitas por empresários.

A eles e em resposta a essas propostas, Vieira tem sido taxativo ao dizer que não está interessado em contratar centrais no presente, dado que vê Kalaica com o exato perfil desejado pelo Benfica, acreditando plenamente estar já encontrado o próximo defesa a valorizar na Luz. Refira-se que o atleta chegou aos encarnados nesta época, a custo zero, tendo assinado contrato até 2022 e ficado amarrado às águias por uma cláusula de rescisão imponente para a sua idade: 45 milhões de euros.

Numa altura em que a saída de Lindelof, em janeiro, se vai tornando provável - o aperto do Manchester United de José Mourinho está cada vez mais forte -, o Benfica vê aqui uma excelente oportunidade de fazer um bom encaixe financeiro com o sueco. Por essa razão, e como O JOGO referiu oportunamente, há um acordo com o atleta para a duplicação da cláusula de rescisão do jogador para os 60 milhões de euros, potenciando assim o valor da sua transferência.

No plano monetário, o adeus a Lindelof será benéfico para os cofres das águias, que irão receber sempre de bom grado mais alguns milhões. E, quanto ao plano desportivo, as presenças de Luisão, Jardel, Lisandro e Kalaica também são encaradas como suficientes para assegurar a qualidade da defensiva encarnada.

A avaliação positiva do defesa croata tem sido feita nos trabalhos do dia a dia no Seixal, dado que Kalaica treina-se com o plantel principal e até já foi convocado duas vezes por Rui Vitória: o técnico chamou o jovem para os jogos com o Nacional, na Madeira (terceira jornada da I Liga) e o 1.º Dezembro (Taça de Portugal). Em ambos os casos, Kalaica foi para a bancada, mas só o facto de ter merecido a confiança de Vitória já mostra que as portas da equipa principal não estão fechadas para si.

Apesar disso e enquanto não se estreia na equipa dos "graúdos", o central vai sendo utilizado na equipa B. Até ao momento, Kalaica jogou seis partidas, sempre alinhando nos 90 minutos: Académico de Viseu, Leixões, Olhanense, Santa Clara, Portimonense e Famalicão.

Sempre à frente nas seleções

Kalaica, de 1,95 metros, chegou ao Benfica com o rótulo de grande promessa croata, cimentado pelo facto de, nas seleções jovens do seu país, andar sempre uns degraus acima do seu escalão. Por exemplo, quando se estreou pelos sub-17 da Croácia, tinha somente 15 anos; e, quando foi lançado nos sub-19, seleção que representa atualmente, tinha completado 16 anos há apenas dois meses. A esta precocidade, pode-se juntar uma potencial polivalência: na última internacionalização, frente a Montenegro, Kalaica foi... trinco.