Este João Sousa subiu 400 degraus de bicicleta

Este João Sousa subiu 400 degraus de bicicleta
Catarina Domingos

Tópicos

Com os 251 degraus das escadas do edifício da Liberty Seguros e os 281 do prédio da Câmara Municipal de Lisboa, no Campo Grande, nas pernas, João Sousa, pentacampeão nacional de trial bike, concluiu a Up Stairs Challenge a subir à Torre do Lidador, na Maia. Um autêntico exercício de superação, pois nunca tinha feito tantos degraus de uma só vez e sem poder pôr os pés no chão

Subir de bicicleta ao 20.º andar do edifício da Câmara Municipal da Maia sem colocar os pés no chão ou beneficiar de qualquer tipo de apoio pode soar a tarefa impossível, mas já não é assim no caso de João Sousa, atleta de trial bike. No último mês, o pentacampeão nacional da especialidade desafiou os seus limites e andou a escalar grandes prédios dessa forma, respondendo à iniciativa Up Stairs Challenge 2017.

Depois de ter chegado ao topo do prédio da Liberty Seguros, no Marquês de Pombal, na primeira etapa (251 degraus) e ao da Câmara Municipal de Lisboa, no Campo Grande, na segunda (281), Sousa percorreu 400 degraus do maior edifício camarário de Portugal e quinto mais alto do país. O tempo com que alcançou tal proeza - 12 minutos e 50 segundos - até surpreendeu, tendo como referência o do evento anterior (11 minutos e 15 segundos). O mais surpreendente foi o facto de nunca ter experimentado as quatro centenas de escadas anteriormente, nem em treinos, fazendo deste um grande momento de superação. "Prefiro fazer várias sessões com 100 ou 150 degraus, do que levar o corpo ao limite. Aqui nunca pensei que conseguisse acabar tão rápido. Foi fantástico", contou, já depois de ter cumprido a sua missão, para a qual contou com o apoio de amigos, familiares, colegas de equipa e patrocinadores. Muitos resistiram à tentação de recorrer ao elevador para o acompanhar degrau a degrau e vários colaboradores da autarquia, curiosos, também se juntaram ao grupo que o foi incentivando, pois era preciso "gerir o cansaço e manter uma técnica apurada para o pé não vacilar e ir para o chão". Utilizando uma bicicleta apropriada para o trial bike, sem selim, João Sousa fez alguns desvios ao longo do percurso - nessa altura o cronómetro era parado - para passar por alguns gabinetes de trabalho, onde deu espetáculo com várias manobras, e até "invadiu" uma reunião camarária que decorria!

Bancário de profissão e treinos ao final do dia

Natural de perto de Braga, mais concretamente de Vila Verde, não haverá sítio melhor para João Sousa se treinar do que o escadório do Santuário do Bom Jesus do Monte e foi lá que se preparou para este tour, que nasceu no ano passado. No caminho para os treinos, com os colegas de equipa, a Trial Portugal, costuma passar sempre junto ao edifício Primavera e foi numa dessas passagens que alguém perguntou: "Por que não subimos isto de bicicleta?". Estava lançada a ideia para primeira edição do Up Stairs Challenge, só de uma etapa, realizada em março de 2016, com o minhoto a fazer 200 degraus em quatro minutos e 23 segundos.

Com 29 anos, Sousa e o irmão mais velho, que também compete, receberam o "bichinho" do trial bike através do pai, que era praticante de moto trial. "É esta vertente, mas em moto. Na altura, o meu pai incrementou-nos o gosto pelo trial bike, uma vez que nós não podíamos andar de moto, éramos muito novos. Depois, nunca pratiquei mais nada", recorda o atleta, que nunca descurou os estudos para se formar em Economia, sendo bancário numa agência em Terras de Bouro. "Faço treinos diários, de uma a uma hora e meia. Para estes desafios, as sessões tiveram de ser mesmo diárias, não pude faltar a nenhuma, fosse ginásio ou bicicleta", acrescenta, dizendo-se à espera de novas propostas. "Não temos nada em vista, porque também tínhamos o objetivo de concluir este desafio com bastante sucesso. Se surgir algo, cá ou lá fora, vamos agarrar com a máxima força."